• Seja bem vindo !

    Este site foi criado com o objetivo de divulgar a Umbanda e seus ensinamentos, atingindo não apenas os que frequentam nosso Templo, mas todos que se interessarem pela religião. Aqui você encontrará textos sobre rituais e normas de nossa Casa, reflexões da nossa Mentora, preleções das Entidades Chefes, temas desenvolvidos por médiuns da Corrente e de Saúde e Medicina Espiritual. Leia Mais
  • Nosso Livro

    O livro "Mensageiros da Espiritualidade" traz relatos ditados pelas Entidades Chefes e pela Mentora Espiritual do Templo Espiritual de Umbanda Caboclo Pena Verde, em um manifesto aos seus filhos, frequentadores e à humanidade, sobre os preceitos e conduta que regem a Umbanda Sagrada nos dias atuais... Leia Mais
  • Conheça nossa página do FaceBook

    https://www.facebook.com/Templo-Espiritual-De-Umbanda-Caboclo-Pena-Verde-212423025776472/ Leia Mais

Perdas e ganhos ao longo da vida

Vivenciamos situações de ganhos e perdas em nossa rotina diariamente e durante toda nossa vida, no tempo, no trabalho, no amor, na fé, na família, com amigos, nas escolhas e opções, e até mesmo na organização pessoal.

Isso é o que exatamente todos reclamam, visto que, nem sempre podemos angariar ganhos, temos que ter nossas parcelas de perdas, pois ao mesmo tempo é o que dá significado à vida, é o que nos faz distinguir os acertos dos erros e nos faz valorizar nossos esforços, nossa capacidade de entender que perdas são parte de um processo de aprendizado.

Quando as perdas envolvem vínculos afetivos pessoais, sonhos de relações amorosas desfeitos, nos afeta de forma mais profunda, pois o primeiro sintoma estabelecido dentro de nosso coração é o sentimento de traição, nosso ego é ferido, nosso corpo desprezado, mais um amor enganado.

O amor é visto na espiritualidade diante das perdas como um sinal para, em ato de reflexão mais íntima e ponderada, revermos e revertermos nossas atitudes com maturidade, resignação, resiliência e esperança.

O sentimento do perder faz parte de um jogo que pode ser uma companhia diária e permanente em nossa vida, pois em muitas situações está ligado a outros sentimentos como a solidão, tristeza, desesperança e medo, mas quando se sofre uma perda é sinal que estamos agregados a algo, a alguém ou mesmo a um pensamento de significado bastante importante para nós, ou unicamente a algum interesse próprio.

A vida em nosso dia a dia deve ser construída, revista com olhos prudentes voltados para o íntimo e para o externo e desta forma sendo remodelada, reconstruída, constantemente, de acordo com a vivência que absorvemos, com a experiência que adquirimos durante toda nossa permanência neste plano. Porém e sem duvida também com as orientações de coerência, paciência, equilíbrio e perseverança, que recebemos da religião da Umbanda, que nos ajuda a avaliar se a mudança que leva a reconstrução esta no caminho correto, se nossos entendimentos são claros dentro dos princípios estabelecidos pela espiritualidade que nos conduz a luz do esclarecimento e do aprimoramento espiritual.

A perda levanta muitos questionamentos existenciais, mesmo porque quase ninguém está preparado para tal, sendo assim, a possibilidade e a capacidade de ver a vida de maneira diferente e mudar nossos conceitos e valores vai se estabelecendo e se aprimorando através de vários exemplos e lições que nos são impostos, a medida que vivemos e amadurecemos.

Quando se perde um ente querido ou um amigo, a impressão que se tem é de um vazio profundo, um sentimento de que a vida nos traiu, nos desestabilizou, a felicidade foi embora e assim perdemos nossa estrutura, nosso sentido de viver. Um dia uma Preta velha me disse e nunca mais esqueci que "num momento de perda, deve-se agregar todos os sentimentos construídos durante todo o tempo de nosso relacionamento nesta vida, porque o sentimento transcende o espaço e o tempo, não se limita apenas ao contexto físico, tudo o que se ama de verdade nunca morre, é a verdadeira vida eterna." 

A Umbanda com suas orientações nos ajuda muito a controlar e principalmente entender o sentimento de perda, faz parte do contexto, faz parte de nossa história, de nosso verdadeiro crescimento espiritual e amadurecimento humano, sem ele nosso aprendizado estaria incompleto e nossa permanecia neste mundo teria sido em vão.

Escrito por Sônia Moreno Mentora e Babá do Templo Espiritual de Umbanda Caboclo Pena Verde em 20/08/2014.