• Seja bem vindo !

    Este site foi criado com o objetivo de divulgar a Umbanda e seus ensinamentos, atingindo não apenas os que frequentam nosso Templo, mas todos que se interessarem pela religião. Aqui você encontrará textos sobre rituais e normas de nossa Casa, reflexões da nossa Mentora, preleções das Entidades Chefes, temas desenvolvidos por médiuns da Corrente e de Saúde e Medicina Espiritual. Leia Mais
  • Nosso Livro

    O livro "Mensageiros da Espiritualidade" traz relatos ditados pelas Entidades Chefes e pela Mentora Espiritual do Templo Espiritual de Umbanda Caboclo Pena Verde, em um manifesto aos seus filhos, frequentadores e à humanidade, sobre os preceitos e conduta que regem a Umbanda Sagrada nos dias atuais... Leia Mais
  • Conheça nossa página do FaceBook

    https://www.facebook.com/Templo-Espiritual-De-Umbanda-Caboclo-Pena-Verde-212423025776472/ Leia Mais

Chacras e sua relação com a Umbanda

Dentro da Umbanda temos várias e diferentes vertentes espirituais ligadas a Cura do Corpo e do Espírito, vindas de suas linhas espirituais de cura e também linha espiritual Médica.

Estas linhas, principalmente a linha Médica vem se manifestando cada vez mais dentro de Templos de Umbanda, em razão do respaldo que recebe de suas fileiras de Direita e Esquerda, bem assentadas, bem consolidadas, de barreiras solidas contra qualquer interferência maligna ou contrária. De propósitos sérios, aptas e capazes de dar aos Médiuns, Entidades e Mentores de Cura e da linha Médica toda sustentação e o amparo da Esquerda, que permite que, os trabalhos desenvolvidos por eles transcorram com toda segurança, firmeza, funcionando como bombas de extração dos maus fluidos, dos efeitos e interferência ruins, que são retirados durante os procedimentos de Cura e Médicos, e por outro lado recebendo toda injeção, insuflação do apoio de energias positivas, limpas, carregadas de bons fluidos, ricas em luz emanada pelo plano superior, que permitem que todos se favoreçam desse momento. Estas duas ações conjugadas nesta comunhão de forças parceiras e lealmente aliadas, juntam-se a capacidade de concentração e firmeza mental do Médium instrumento de trabalho, e dão garantias de maior qualidade aos trabalhos e aos resultados que buscam atingir.

Fazem com que os Médiuns tenham suas energias repostas e saiam isentos de qualquer influência ou desgaste de ordem física e orgânica que no acumulado dos anos de trabalho possam a vir a  prejudicá-los com gravidade, deixando sequelas ou levando por vezes a um desencarne sofrido de uma matéria esgotada e deteriorada.

Com todo este aparato, existe de fato, um favorecimento inconteste para estes trabalhos e para a recuperação dos Assistidos, sejam seus problemas de ordem física, mental ou espiritual, toda carga de energia que recebem é canalizada para a cura de seus males, para seu equilíbrio, sua estabilidade emocional, seu revigoramento e sua capacidade de reação e iniciativa.

Destas energias concentradas e tão bem resguardadas, muito pouco ou quase nada se perde, beneficiando muito mais a todos e ao ambiente onde se espalha, fazendo com que seu efeito vá muito além do Templo, e se estenda para as casas, trabalho, família, relacionamentos e para a vida pessoal de cada um no encaminhamento de suas metas, objetivos e aspirações neste plano, revestido de matéria saudável e mente equilibrada. Mas tudo isso sempre dentro e de acordo com o grau de merecimento que conquistou por seus atos, ações, atitudes, sentimentos e pensamentos.

Porém muito, além disso, e agregando um valor imensurável, todo esse equilíbrio assumido de forma consciente e permanente, trás o fortalecimento e o vigor espiritual, ampliando a visão quanto ao objetivo da missão neste plano, conduzindo as jornadas em direção a evolução do espírito, em direção a luz das camadas superiores, que é o principal e maior objetivo de todo este esforço da espiritualidade.

Não há nenhum procedimento de Cura, Médico que possa atingir a plenitude de seu efeito e seu melhor resultado em menor tempo, se não houver uma firme e real sintonia de positividade, crença e fé envolvendo a todos que deste momento participar como facilitadores, instrumentos, como ambiente e principalmente como favorecido, assistido.

A Umbanda trata essencialmente do espírito encarnado ou desencarnado em comunhão com a espiritualidade, a Umbanda é o lidar direto e estreito com todo o universo espiritual e todas as suas forças, energias verdadeiras, comprovadas e reconhecidas por sua contribuição e efeitos positivos e permanentes, bem como com todas as suas fontes de luz em todas as dimensões, sob o Comando da Maior, Incomensurável e Absoluta Luz de toda esta espiritualidade, de todo o Universo, o Orixá Oxalá.  A Umbanda é porta aberta para todas as energias que tenha como objetivo, a caridade na prática da manutenção e recuperação física, mental e espiritual.

Feitas estas considerações, voltando ao objetivo desta nossa exposição, vamos falar das técnicas reconhecidas pela Umbanda, utilizadas em trabalhos de Cura ou mesmo procedimentos Médicos espirituais, dentre as quais existe a atuação nos pontos de equilíbrio, centros energéticos do corpo humano, ponto de atuação das energias nas zonas de estabilidade e harmonia vibracional do corpo físico, que podem ser dirigidas de forma negativa ou positiva de acordo com as vibrações próprias ou influenciadas, emanadas pela mente, que quando em desequilíbrio causa distúrbios e prejuízos de toda ordem, provocando oscilações e desvios em um processo de instabilidade ou mesmo alterando ou atingindo de forma mais comprometedora, parcial ou totalmente as condições do sistema físico e/ou emocional, bem como alimentando ainda uma ação recorrente ou continuada e cíclica de distúrbio mental.

Estes pontos vitais, centros energéticos são chamados de Chacras ou Chakras, inerentes a todo ser humano, ao corpo humano, são pontos de conexão com o mundo espiritual, pontos de captação do elemento espiritual de energias no alimento especifico de revigoramento e equilíbrio de cada um destes pontos.

Se pesquisarmos vamos encontrar para a palavra, Chacras ou Chackras outras origens e significados, mas vamos nos deter a nossa língua, onde segundo o dicionário significa chácara, local de plantio, local que se prepara previamente para ser cultivado, lavrado, adubado, aplicado os nutrientes, para em seguida ser semeado, usado na criação de seres vivos e plantas para que se desenvolvam e cresçam.  Este significado tem toda uma relação com o nosso tema, pois Chacras são locais, pontos que se trabalha no sentido de energização revigorante e equilibrada para transformação, um adequação ou readequação, como a aplicada para se obter um solo fértil, onde tudo possa gerar, possa crescer e se desenvolver em pleno equilíbrio e em harmonia com todos os demais elementos vivos que o compõe, em parceria, fazendo do todo um corpo único, saudável, produtivo, cujo resultado é a garantia de uma vida de qualidade e significado.

O mesmo ocorre com nosso corpo o equilíbrio harmonioso e saudável de nossos pontos vitais, nossos centros energéticos é o que nos dá a estabilidade necessária e da qual precisamos para cumprir nosso papel neste plano, para levarmos a termo o que nos foi destinado, designado pelo nosso Pai e Mestre no cumprimento de nossa missão.

Quando da aplicação de um passe estes são os pontos tocados por Entidades através de seus Médiuns ou pelo próprio Médium imantado por seus Mentores na transferência das energias de equilíbrio e revigoramento dos campos vitais do Assistido.

Por ter esta relação com nosso Mestre e direcionador espiritual, Oxalá, e por estar respaldado pelo plano espiritual de Esquerda e de Direita, que incansavelmente, persistentemente, desdobrasse no amparo, na guarda, no abrigo e defesa de todos os trabalhos realizados dentro de nosso Templo, podemos aplicar também os procedimentos e técnicas dos Chacras, preservando e observando todos os seus conceitos, para que seus resultados possam ser atingidos em sua melhor forma.

Seguem algumas informações, orientações e fundamentos relacionados ao Chacras ou Chakras na visão da Umbanda:

Os principais pontos vitais, centros magnéticos, distribuídos no corpo físico, são em numero de sete e estão alinhados na vertical, sendo dois superiores localizados entre os olhos e o alto da cabeça, e os cinco outros que se estendem do crânio até a base da coluna vertebral.

Estes pontos, assim como, os demais tem como características mais relevantes manter ou restabelecer o vigor do corpo físico, desenvolver a consciência, receber e transmitir de forma limpa e isenta toda a energia espiritual mantendo a mesma positividade e qualidade com a qual foi emanada. Cada um deles está ligado a uma ou mais, das sete linhas da Umbanda, não necessariamente ou exclusivamente regido por um só Orixá. Esta relação se altera a cada encarnação de acordo com a evolução, aprendizado, ensinamentos e experiências a serem absorvidas no intuito da nova missão que trazem.

Cada ponto vital, energético tem ligação direta com campos magnéticos dentro dos quais estão distribuídos os órgãos e suas funções, e estados emocionais e suas reações, de consciência, intelectual, mental e espiritual, que forma toda abrangência de todo o contexto físico e espiritual.

Os pontos vitais, Chacras ou Chakras, estão distribuídos e são denominados da seguinte forma:

Coronário:

É o sétimo Chacra, e está localizado na parte superior da cabeça, ligado à glândula pineal. É o mais importante dos sete Chacras por ser responsável pela irrigação energética do cérebro e a conexão do espírito com a matéria, dando a este o comando e as ações do corpo. É por onde se estabelece a comunicação telepática, perceptiva, intuitiva.  É por onde se manifestam os dons e faculdades mediúnicas, habilidades mentais e vocacionais, próprias ou espiritualmente induzidas. É o canal que faz fluir toda a comunicação receptiva, emanada pelo plano espiritual, bem como no sentido inverso. Quando bem desenvolvido e dimensionado, fortalecido, favorece muito a lembrança das projeções da consciência, podendo revivê-las e aplica-las em sua melhor forma e efeito. Porém quando em desequilíbrio leva a distúrbios de ordem mental, emocional, físico e espiritual de proporções extremamente danosas e as vezes irreversíveis se não tratadas a tempo.

O Violeta, branco-fluorescente ou dourado são suas cores predominantes, mais atuantes. Na Umbanda este Chacra corresponde à atuação vibrante do Orixá Maior, Oxalá, e seu melhor dia de absorção fluídica e energética é a sexta-feira. Simbolizado pela Flor de Lótus, seus minerais de energização são, topázio imperial, cristais claros, diamante, quartzo turmalinoso, quartzo rutilado e citrino.

Frontal:

É o sexto Chacra, e esta localizado entre os olhos e está ligado à glândula hipófise, responsável pela irrigação energética dos olhos. É o Chacra da visão da mente, da faculdade de vidência, audiência, clarividência e intuitiva de fator mediúnico, da amplitude dos pensamentos, da seriedade, da dosagem da paciência e da tolerância, do conhecimento e do uso prudente e adequado da experiência e sabedoria, da perfeita harmonia dos sentimentos. Também chamado de Chacra da Terceira Visão. Quando em atividade faz gerar, sentir uma palpitação na testa, semelhante ao bater do coração. O Índigo, branco-azulado, amarelo ou esverdeado são suas cores de vibração predominantes e mais atuantes. Na Umbanda este Chacra corresponde à vibração atuante dos Orixás, Iemanjá e Nanã, e seu melhor dia de absorção energética é o sábado. Simbolizado pela Estrela de Seis Pontas, seus minerais de energização são as sodalita, azurita, lápis lazulita, safira, fluorita e ametista.

Laríngeo:

É o quinto Chacra, localizado na garganta e está ligado à glândula tireoide, responsável pela irrigação da boca, garganta e pelo sistema respiratório. Atua também como um filtro de bloqueio as energias de influências emocionais não permitindo que atinja o Chacra Frontal e Coronário. É o Chacra de estimulo a criatividade, a capacidade de argumentação e convencimento com propriedade e lógica, regente da psicofonia e da comunicação espontânea e controlada, bem orientada, em sua expressão bem dirigida, clara e versátil.  Seu desequilíbrio causa alterações metabólicas prejudiciais de instabilidades orgânicas, descontrole nas manifestações verbais, na impulsividade, provoca a introspecção, destorce e desajusta o comando do cérebro, fazendo com que altere sua função natural, procurando compensar seus desajustes emocionais, através de excessos no uso de outros estímulos, como a bebida, comida, e outros vícios. O azul-celeste, lilás, branco prateado ou rosa são suas cores de vibração predominantes e mais atuantes. Na Umbanda este Chacra corresponde à vibração atuante dos Orixás, Oxum e Iansã, e seu melhor dia de absorção energética é o domingo. Simbolizado pela Lua Crescente, seus minerais de energização são, amazonita, turquesa, água marinha, turmalina azul e o topázio azul.

Cardíaco:

É o quarto Chacra, localizado no coração e está ligado a glândula timo, responsável pela irrigação do coração, do sistema cardíaco respiratório. Regente e veiculo do fluir das energias através do sangue que bombeia com vigor para todo o corpo físico.  Atua também como uma via de movimentação e alteração de emoções, dos sentimentos que vai do amor ao ódio, sendo o que mais é afetado pelos desequilíbrios de ordem emocional. Quando bem desenvolvido e ajustado, tem suas funções de fontes naturais de amor, assistência e caridade, bem harmonizadas e aguçadas, do sentimento de paz, de serenidade, do saborear de um bom momento, da preservação de um ambiente harmonizo e energeticamente equilibrado, da natureza e seus elementos, da reconciliação e do perdão, da convivência pacífica dos povos, animais e vegetais, cada um em seus respectivos ambientes, no respeito mútuo as classes, diferenças e valores. O verde e o amarelo ouro são suas cores de maior vibração e atuação. Na Umbanda este Chacra corresponde à vibração atuante do Orixá Oxossi, e seu melhor dia de absorção energética é a quarta-feira. Simbolizado pela Cruz, seus minerais de energização são, malaquita, esmeralda, turmalina verde, quartzo rosa, turmalina rosa e rodocrosita.

Umbilical ou solar:

É o terceiro Chacra, localizado no plexo solar, região acima do umbigo e está ligado às glândulas suprarrenal e pâncreas, responsável pela irrigação do sistema digestivo. Quando fortalecido e bem definido, favorece o sentido e a percepção das energias de pessoas e ambientes, desperta o ânimo e o sentido da reação, do destemor e da coragem combatente, de superação. É também o governante das emoções e dos sentidos inferiores, em desequilíbrio, causa dos medos, das aflições, das irritações e das síndromes, atuando como ajustador ou eliminador, devolvendo o equilíbrio. O vermelho, amarelo e o verde forte são suas cores de maior vibração e atuação. Na Umbanda este Chacra corresponde à vibração atuante do Orixá Ogum, e seu melhor dia de absorção energética é a terça-feira. Simbolizado pelo Círculo, seus minerais de energização são, citrino, topázio, pirita, pedra da lua e olho de tigre.

Sacro/Esplênico:

É o segundo Chacra, localizado na região do baixo-ventre, parte inferior do abdômen, responsável pela irrigação dos órgãos sexuais, genitais, órgãos da procriação, geração (testículos e ovários). Atua também na formação e vitalização do feto. Rege também o baço, energizando este órgão o transforma em um dínamo do corpo, absorvendo a energia do principio vital extraída dos ambientes, contribui com a desenvoltura da manifestação da mediunidade, o ajustamento das ações do espírito sobre o corpo. Em desequilíbrio prejudica as funções orgânicas relacionadas à atividade sexual, desânimo, incapacidade, sentimento de inferioridade e baixa estima. Quando bem ajustado estimula a troca e o desejo sexual, autoestima, capacidade física e intelectual, harmoniza as energias e o funcionamento dos outros Chacras, desperta o sentido de partilha, da doação equilibrada, desinteressada e justa, da alegria e do entusiasmo. O laranja, roxo ou vermelho são suas cores de maior vibração e atuação. Na Umbanda este Chacra corresponde à vibrante atuação do Orixá Xangô, e seu melhor dia de absorção energética é a segunda-feira. Simbolizado pelo Triângulo, seus minerais de energização são, rubi, pedra da lua, ágata vermelha, âmbar e o olho de tigre.

Raiz ou Básico:

É o primeiro Chacras, localizado na base da coluna vertebral, ligado as glândulas suprarrenais, aos órgãos de filtragem do sangue, ao equilíbrio das funções renais e dos órgãos sexuais, do fluxo menstrual, responsável pelo estimulo direto do fluir da energia através da circulação sanguínea, distribuindo-a de forma uniforme e bem ajustada, por todo o corpo, da cabeça aos pés, por meio das veias, vasos, artérias, dando vitalidade, hidratando e desobstruindo, capacitando o processo de geração. O vermelhão, vermelho intenso, branco-fluorescente ou dourado são suas cores de vibração e maior atuação. Na Umbanda este Chacra corresponde à vibração atuante da energia universal vital que o Orixá Ibêji faz circular harmoniosamente por todo o corpo, pelo organismo, pelos membros, e seu melhor dia de absorção energética é segunda-feira. Simbolizado pelo Quadrado, seus minerais de energização são, turmalina negra, obsidiana, ônix, quartzo fumê, granada e cristal turmalinoso.

Em qualquer um destes Chacras, caso seja visualizado cores acinzentas ou escuras, é sinal de algum distúrbio e desequilíbrio orgânico, o que indica que o corpo físico já está afeito ou foi atingido por alguma doença.

Distribuição dos pontos vitais, energéticos no corpo físico.

 

Texto preparado e redigido por Caros Feitosa, Médium do Templo Espiritual de Umbanda Caboclo Pena Verde, com a colaboração de Jefferson Ferreira. 23 de novembro 2012.