• Seja bem vindo !

    Este site foi criado com o objetivo de divulgar a Umbanda e seus ensinamentos, atingindo não apenas os que frequentam nosso Templo, mas todos que se interessarem pela religião. Aqui você encontrará textos sobre rituais e normas de nossa Casa, reflexões da nossa Mentora, preleções das Entidades Chefes, temas desenvolvidos por médiuns da Corrente e de Saúde e Medicina Espiritual. Leia Mais
  • Nosso Livro

    O livro "Mensageiros da Espiritualidade" traz relatos ditados pelas Entidades Chefes e pela Mentora Espiritual do Templo Espiritual de Umbanda Caboclo Pena Verde, em um manifesto aos seus filhos, frequentadores e à humanidade, sobre os preceitos e conduta que regem a Umbanda Sagrada nos dias atuais... Leia Mais
  • Conheça nossa página do FaceBook

    https://www.facebook.com/Templo-Espiritual-De-Umbanda-Caboclo-Pena-Verde-212423025776472/ Leia Mais

Festa de Natal

Nossa Festa de Natal começou a mais de 15 anos, quando fomos para nossa sede própria, e constatamos a existência de uma comunidade muito carente nos arredores do Jardim Maristela e desta forma resolvemos fazer algo em pró destas famílias.

Para podermos iniciar este trabalho, a cada 4 meses, fazíamos o pechinchão, um bazar beneficente, onde vendíamos roupas usadas a preço mínimo, assim com que era arrecadado, juntávamos a outras contribuições voluntárias e comprávamos brinquedos e cestas básicas no final do ano. 

 

O cadastro era feito durante o ano, onde anotávamos o número de adultos e de crianças moradoras da casa, separando meninos e meninas, para assim poder comprar os brinquedos e ter um número exato de cestas básicas para a doação. Hoje já não fazemos mais o bazar, mas mesmo assim na comemoração de Cosme e Damião, cadastramos a família das crianças que participam da festa que se tornou também um evento tradicional de nossa Casa, esperado pelas famílias e principalmente pelas crianças da redondeza. Um momento alegre descontraído onde a grande maioria dos filhos e mesmo frequentadores do Templo participam na entrega dos doces, refrigerantes e lanches atendendo a mais de 500 pessoas entre crianças e adultos.

Começamos a Festa de Natal com apenas algumas poucas famílias cadastradas, e hoje conseguimos distribuir até 250 cestas, 500 brinquedos, 500 lanches e refrigerantes, que são entregues pelo próprio Papai Noel, mas o que mais me surpreende nessa época, é a colaboração, iniciativa e participação de um grande número dos frequentadores, que nos ajudam a promover esse evento participando com a doação do que podem, alguns com o pouco que podem que neste caso é muito, outros com uma maior colaboração, mas todos com muita boa vontade e de todo o coração, com o intuito principal de poder participar, pelo fato de se sentir contribuindo, e além disso levando este espírito colaborador para seus locais de trabalho, para suas famílias, amigos e vizinhos, sempre contando com a solidariedade carinhosa  destas pessoas.

É uma festa que sempre emociona, pois durante todo o ano, trabalhamos mais voltados a compromissos espirituais e obrigações referentes à doutrina, mas nesse momento, o envolvimento de todos está diretamente relacionado ao compromisso social. É uma pena que seja apenas nessa época do ano, creio que a necessidade é durante todo o ano, as oportunidades de inserir essas pessoas em uma sociedade mais igualitária é uma obrigação de todos, é uma obrigação da humanidade, não só dos órgãos públicos. Se nos aliássemos neste intuito serviríamos de exemplo e teríamos condições de com muito mais força, cobrarmos iniciativas dos órgãos governamentais e também das pessoas, mostrando que com o pouco também pode-se colaborar, pois este pouco junto a um esforço maior pode se torna o suficiente.

Se todas as pessoas, se cada um fizesse um pouco em benefício dos menos favorecidos, pois sempre haverá um menos favorecido de alguma forma não só no que se refere ao alimento, tenho certeza que a pobreza, a carência por necessidades básicas diminuiria em muito.

Infelizmente ainda não dá para trabalhar durante todo o ano com projetos desta natureza, pois exige uma estrutura grande e muito recurso de um maior numero de fontes de ajuda e colaboração, o que inclui questões sócio educacionais, culturais e comportamentais, o que para este momento é de fato muito difícil, de qualquer forma temos que acreditar e persistir. Mas acredito que mesmo aos poucos com eventos como o nosso, esse é um caminho para conscientizar e promover socialmente todas as pessoas que são marginalizadas por uma política extremamente consumista e elitista, cega para a realidade do mundo, mas de olhos bem abertos para seus próprios e exclusivos interesses.

Na verdade nosso envolvimento e preocupação com a humanidade em geral está muito aquém da nossa realidade e de suas necessidades em todos os sentidos, vamos então tentar nos lembrar das palavras de sabedoria dos Pretos Velhos quando dizem que “todos são iguais em importância diante do Criador”, assim filho nenhum será esquecido ou abandonado por nós, o futuro se constrói com as ações de hoje, vamos juntos então transformar  esse mundo com ações construtivas e não apenas assistencialistas e imediatistas, pois uma árvore só dá bons frutos, se tiver uma raiz forte cravada em solo fértil, cabe a cada um de nós ensiná-los a preparar este solo, a plantar, a regar com persistência, a cuidar com dedicação para um dia em um futuro não muito distante colhermos estes frutos de forma igualitária com a mesma qualidade, sem diferenças de tamanho ou sabor.

Por enquanto acredito estar, nem que seja por alguns momentos, oferecendo e propiciando um pouco mais de bem estar a essas pessoas muitas delas em privacidade por merecimentos, mas muitas outras por trazerem missões tão especiais.

Filhos esta também é uma forma de agradecermos por tudo que conquistamos durante o ano, pela proteção que recebemos, por estarmos sendo acolhidos por este Templo, por estarmos sendo encaminhados e orientados a seguir o caminho do bem, no propósito da evolução de nossos espíritos, por termos a oportunidade e os exemplos da espiritualidade que nos transforma em pessoas melhores para com nós mesmos e para com nosso próximo. A oportunidade é dada cabe somente a nós aproveitá-la de qualquer forma a fraternidade sincera é uma das melhores formas de agradecimento e tenho certeza que é a preferida por Oxalá. A caridade sincera e pura é a única ferramenta que pode nos fazer passar muito além a barreira do mundo exclusivo do “somente eu”, e quanta luz poderemos ver por trás desta muralha.

O Natal simboliza o nascimento de Jesus – nosso Oxalá ao final do ano, para que possamos também nascer em espírito renovado além das barreiras do ano que termina, trazendo a visão do mundo novo sob uma luz mais intensa do caminho que se abre no ano que se nasce fora e de dentro de nós mesmos, regido ainda mais forte pelo senhor absoluto de todos os mundos, Oxalá.

Que este Natal seja de Amor, Perdão, União e Harmonia o que resulta na paz, e que o próximo ano seja simplesmente renovador no íntimo e no espírito, pois assim sendo,  pessoas e mundo serão infinitamente melhores e muito bem sucedidos.

Texto escrito por Sônia Moreno Mentora e Babá do Templo Espiritual de Umbanda Caboclo Pena Verde em 09/12/2012.