• Seja bem vindo !

    Este site foi criado com o objetivo de divulgar a Umbanda e seus ensinamentos, atingindo não apenas os que frequentam nosso Templo, mas todos que se interessarem pela religião. Aqui você encontrará textos sobre rituais e normas de nossa Casa, reflexões da nossa Mentora, preleções das Entidades Chefes, temas desenvolvidos por médiuns da Corrente e de Saúde e Medicina Espiritual. Leia Mais
  • Nosso Livro

    O livro "Mensageiros da Espiritualidade" traz relatos ditados pelas Entidades Chefes e pela Mentora Espiritual do Templo Espiritual de Umbanda Caboclo Pena Verde, em um manifesto aos seus filhos, frequentadores e à humanidade, sobre os preceitos e conduta que regem a Umbanda Sagrada nos dias atuais... Leia Mais
  • Conheça nossa página do FaceBook

    https://www.facebook.com/Templo-Espiritual-De-Umbanda-Caboclo-Pena-Verde-212423025776472/ Leia Mais

Elementais, elementos e energia, seres espirituais da natureza.

Vemos nos mitos, lendas e estórias contadas no mundo todo, por povos antigos e mesmo atuais de algumas regiões do oriente, continente africano, países andinos e inclusive em nosso país, por habitantes de matas, florestas, serrados e chapadas, a atuação de energias, seres espirituais da natureza, que guardam e protegem a vida e os campos naturais existentes. Alguns povos, como os Celtas na antiguidade e como em algumas culturas orientais, africanas, indígenas e caboclas quase extintas, ainda nos dias de hoje, os reverenciam e fazem oferendas a eles como forma de agradecimento pela guarda e defesa da natureza e seus recursos.

 

Esses seres são criaturas divinas que estão presentes na natureza, que fazem parte dela, agindo em todos os campos de forças naturais, no ar, na água, no fogo, na mata e na terra, transmitindo e potencializando suas energias nos processos naturais da vida, para a prática de trabalhos que envolvem a ação direta dos Espíritos de luz, os quais possuem domínio sobre estes campos de forças naturais e seus efeitos sobre toda espécie de vida no planeta.

Os Elementais são componentes naturais que se unem em suas energias e forças e se complementam, apresentam-se em grupos ou famílias e possuem uma consciência intuitiva, assimilando e estimulando os pensamentos, ideias e percepções daqueles que os invocam. São constituídos de substância etérea, que absorvem dos próprios elementos que compõem seu habitat. Estão num estágio de evolução diferente do nosso.

Aos Elementais foram atribuídos nomes e representações, como das águas que são as sereias, ondinas, ninfas e tritões (masculino). São regidas por Iemanjá se sua atuação for no mar, por Oxum, nas águas doces e por Nanã se forem mais antigas e habitarem os manguezais, o encontro das águas doce e salgada.  As sereias possuem como característica a facilidade em limpar e purificar, descarregando as energias negativas nos ambientes de trabalho espiritual. Seus cantos são poderosos mantras que desagregam, quebram as vibrações e formas de pensamentos de baixa energia e sentimentos ruins que se impregnam nos campos de força das pessoas, restabelecendo as vibrações mais positivas. Também afastam espíritos obsessores, perturbadores ou desequilibrados pelo efeito da água salgada. Harmonizam nossas auras e nossas energias pelo efeito da água doce.

Já as Ondinas despertam em nós a capacidade de cura e da purificação, estimulam nossa intuição, criatividade e equilibram nossa natureza emocional. Fortalecem nosso corpo astral, nos dando vigor, despertando em nós a empatia e o amor à vida.

As Ninfas agem como as Ondinas emanando suas vibrações através de sua luminosidade, de seu brilho que apazigua e trás serenidade, desperta os bons sentimentos. São seres extremamente belos e doces.

Os Elementais do ar são as fadas e as Sílfides. São elas que nos trazem o entendimento da vida e morte da matéria, do saber como viver, do reaprender em momentos de mudanças. Irradiam-nos uma energia luminosa e pura e despertam em nós o desenvolvimento da criatividade e imaginação. Auxiliam e ajudam a manutenção dos nossos pensamentos numa vibração superior. Possuem uma fonte de energia vital inesgotável. Auxiliam na reeducação de espíritos cristalizados, embrutecidos, endurecidos, ajudando na readaptação desses espíritos ao processo evolutivo, pela visão da luz espiritual e o que ela representa em seu beneficio. Transformam os ambientes astrais que estão em baixa energia em locais agradáveis, cheios de luz, agregadores e harmoniosos.

As Salamandras são os Elementais do fogo. Elas atuam transformando energias negativas em positivas, bloqueiam pensamentos e emoções inferiores, devolvendo ao ser humano a sensação de paz, harmonia, equilíbrio e aquece suas emoções de forma positiva, anula intenções e pensamentos nocivos. Faz aflorar a positividade, incendeia os sentimentos de cooperação, participação e inclusão, da motivação e criatividade visando o bem comum. São grandes transmutadores e condensadores de energia e muito úteis quando há necessidade de desagregar, enfraquecer, queimar e destruir forças trevosas.

Os Elementais da terra, da mata, da matéria natural em transformação são os gnomos e duendes. São verdadeiros guardiões, assim como parte integrante das florestas, matas, árvores, plantas, flores e minerais, da umidade do ar, do fungo que transforma e renova a vida, do solo fértil. São energias naturais que contribuem diretamente com o fator vida, existência da matéria sadia e renovável. São excelentes colaboradores nos tratamentos de cura no uso de plantas, ervas, na fluidificação de água, pois manipulam os elementos do mundo vegetal e animal abrigados pela natureza densa das florestas, matas e águas.

Estes Elementais têm na representação de sua força e energia espiritual, além de Oxossi, que é seu Orixá dominante, a Cabocla Jurema da Mata, uma Entidade formada pela junção de todos os Elementais, uma Entidade que agrega todas as energias, toda uma beleza, força, harmonia, fertilidade da natureza e todas a vidas que ela guarda. Sua manifestação se dá no rodopio de suas formas que cria o redemoinho que remeche as folhas que serão o elemento da renovação da vida, erguidas pelo poder da brisa que circula e envolve todo o espaço com seu odor característico da mata intocada, revelando e expondo o chão nu e úmido, a força e a vitalidade da terra, e da espiral dos elementos naturais que a formam, desprendem-se folhas que se espalham como faíscas carregadas da mais pura e natural energia que limpa, renova e faz renascer a vida dentro de cada espécie, dentro do íntimo humano.

Devemos confiar, acreditar e respeitar essas forças da natureza que foram espalhadas por todo este mundo por Oxalá para dar a todos os seres vivos o equilíbrio vital e necessário para a permanecia harmoniosa e sadia de tudo que existe sobre a terra, para todos nós e tudo que nos habita formando nossa essência e que nos ajuda a contribuir com nossas atitudes e ações com os trabalhos de doação ao amor e a caridade como nos ensina a Umbanda.

Texto escrito por Rossana Di Natale, com a colaboração de Carlos Feitosa, Médiuns do Templo de Umbanda Caboclo Pena Verde.