• Seja bem vindo !

    Este site foi criado com o objetivo de divulgar a Umbanda e seus ensinamentos, atingindo não apenas os que frequentam nosso Templo, mas todos que se interessarem pela religião. Aqui você encontrará textos sobre rituais e normas de nossa Casa, reflexões da nossa Mentora, preleções das Entidades Chefes, temas desenvolvidos por médiuns da Corrente e de Saúde e Medicina Espiritual. Leia Mais
  • Nosso Livro

    O livro "Mensageiros da Espiritualidade" traz relatos ditados pelas Entidades Chefes e pela Mentora Espiritual do Templo Espiritual de Umbanda Caboclo Pena Verde, em um manifesto aos seus filhos, frequentadores e à humanidade, sobre os preceitos e conduta que regem a Umbanda Sagrada nos dias atuais... Leia Mais
  • Conheça nossa página do FaceBook

    https://www.facebook.com/Templo-Espiritual-De-Umbanda-Caboclo-Pena-Verde-212423025776472/ Leia Mais

ENTIDADES DE SAPO BAIANO: QUEM SÃO?

Em nosso Templo cultuamos a Entidade de Sapo Baiano, entidade pouco entendida e conhecida. Devido à indefinição de seu grau de evolução espiritual, são energias que trabalham tanto na Esquerda quanto na Direita, pois ainda estão em processo de aprendizado e de pagando dívidas espirituais. São espíritos que já tiveram o poder de, como entidades, atender a pedidos de pessoas encarnadas através de médiuns e optaram por atender pedidos de pessoas com más intenções, para prejudicar outros ou para conseguirem algo material. Por muitas vezes, com outras denominações eram evocadas em trabalhos de bruxaria e até magia negra.

Para provarem seus poderes, regidos pelo ego e vaidade, atendiam a quaisquer pedidos, prejudicando inocentes, ajudando gananciosos ou alimentando desejos de vingança. Compelidos pelo ódio e por diversos sentimentos negativos, criavam situações que favoreciam o cumprimento de tais “desejos”, causando danos materiais e espirituais significativos e, em muitos casos, irreversíveis.

 Cada um deles percebeu, em algum momento, que eram cúmplices e que cometiam os mesmos erros que os médiuns e consulentes que os evocavam, e que em nada os ajudavam a melhorarem e aprenderem, muito pelo contrário. O fato de serem Entidades, ou seja, espíritos desencarnados, suas atitudes foram cobradas por espíritos de luz das linhas de Direita e Esquerda. 

Devido a maior proximidade e mais fácil interação com as Entidades de Esquerda (1), Exus e Pombas-Gira foram quem, por permissão de Oxalá, assumiram a responsabilidade de serem tutores espirituais das Entidades de Sapo Baiano. Sendo assim, ainda hoje, assim como diversas Entidades de Esquerda, estão pagando suas dívidas e aprendendo como trabalharem como entidades em busca de luz, corrigindo e ensinando o que é certo, sem estimular ou ações provenientes dos defeitos humanos da vaidade, ganância, egoísmo, sentimentos de vingança e ódio, etc. 

O seu lado da Esquerda existe por terem feito muito mal e dessa forma se propõem e conseguem ajudar espíritos de menos luz a identificarem suas falhas e acharem o caminho da evolução, em busca de seu “lado de Direita”, alinhado com a energia dos Baianos, Boiadeiros e Marinheiros, tentam trazer ensinamentos de perseverança e lutar de forma justa e conscienciosa pelas necessidades e desejos pessoais. 

Devido sua história, tem forte atuação em ajudar com problemas financeiros, desemprego, processos jurídicos, vendas, necessidades materiais e áreas ligadas ao trabalho, ascensão profissional, de poder, política e bens materiais em geral.

 Raramente são vistos atuando de forma incorporada em médiuns, pois poucas dessas Entidades tem permissão para isso. Mas não por isso deixam de ser presentes nos trabalhos, muito pelo contrário, são prestativos quando requisitados, pois a vontade de fazer o bem e ajudar é um objetivo de evolução deles por todo mal que já fizeram.  Quando da necessidade de uma incorporação, somente Médiuns muito experientes, de longa vivencia e de pleno domínio sob o efeito da incorporação podem traze-los, trabalhando com segurança o transito espiritual entre as energias desta Entidade, identificando e direcionando corretamente cada uma delas no objetivo do trabalho a ser realizado, sempre em função do bem. 

A expressão ‘pôr na boca do sapo’ se deve aos tempos em que os pedidos eram feitos ao Sapo e eram atendidos. Muitos até faziam tais “trabalhos” nos sapos animais vivos, costuravam seus pedidos em suas bocas para conseguirem o que desejavam, praticas comuns em trabalhos feitos em rituais de bruxaria e/ou magia negra, usando da capacidade do sapo de condensar e emanar energias maléficas. 

Porém, o efeito destes “trabalhos” está associado ao quanto exposto se encontra o objeto ou pessoa a ser atingido. Se houver firmeza, fé em uma crença forte, fé no amparo espiritual dos pensamentos positivos e de uma orientação religiosa séria e capaz de bloquear tais efeitos, essa expressão se torna apenas uma herança malfazeja e sem qualquer efeito. 

Assim como é permitido a qualquer espírito desencarnado, essas entidades estão se redimindo dos males causados no passado. Supervisionadas por entidades de Esquerda, seguem sua trilha rumo à Evolução Espiritual, sob comando total de nosso Pai Oxalá.

 

1  Pessoas que não conhecem a Umbanda e seus princípios, ainda associam as Entidades de Esquerda a espíritos “ruins” ou de pouca Luz. Isso não é verdade. Entidades de Esquerda são espíritos que já fizeram, sim, em encarnações anteriores ou até mesmo desencarnados, mal a diversos outros espíritos, nos mais variados graus de maleficência e nas mais abrangentes formas de atuação (guerras, política, vinganças, batalhas pessoais ou coletivas...). Porém, os espíritos que hoje trabalham na Umbanda e nas Falanges de Esquerda são Entidades que tem como objetivo único atender às exigências de Oxalá, resgatando assim suas dívidas espirituais e mantendo firme sua busca pela evolução espiritual.  Ou seja, são espíritos de Luz. A forma como se apresentam e se comportam quando incorporados é reflexo da condição em que se encontravam quando iniciaram sua busca pela retomada do crescimento espiritual, talvez por isso ainda carregam consigo o preconceito dos leigos. E, por terem feito muito mal e praticado sentimentos negativos (ódio, raiva, vingança), tais espíritos tem total condição de enfrentar de forma mais intensa tais tipos de vibrações energéticas, por isso trabalham, sob a permissão de oxalá, no combate às energias negativas de espíritos que circulam sem rumo, causando o mal àqueles encarnados enfraquecidos. E, por esse mesmo motivo, assumiram a responsabilidade de serem tutores espirituais das Entidades de Sapo Baiano.