• Seja bem vindo !

    Este site foi criado com o objetivo de divulgar a Umbanda e seus ensinamentos, atingindo não apenas os que frequentam nosso Templo, mas todos que se interessarem pela religião. Aqui você encontrará textos sobre rituais e normas de nossa Casa, reflexões da nossa Mentora, preleções das Entidades Chefes, temas desenvolvidos por médiuns da Corrente e de Saúde e Medicina Espiritual. Leia Mais
  • Nosso Livro

    O livro "Mensageiros da Espiritualidade" traz relatos ditados pelas Entidades Chefes e pela Mentora Espiritual do Templo Espiritual de Umbanda Caboclo Pena Verde, em um manifesto aos seus filhos, frequentadores e à humanidade, sobre os preceitos e conduta que regem a Umbanda Sagrada nos dias atuais... Leia Mais
  • Conheça nossa página do FaceBook

    https://www.facebook.com/Templo-Espiritual-De-Umbanda-Caboclo-Pena-Verde-212423025776472/ Leia Mais

De quem é a culpa?

Problemas. Desde crianças aprendemos na escola a lidar com problemas. Problemas de matemática: tenho uma laranja e ganho duas, com quantas fico? Nesse momento nossos professores, com mais experiência, nos explicam e ensinam como fazer para resolvê-los. Após aprendida cada lição, vamos evoluindo, tendo problemas ainda mais complexos: matrizes, potências, física, etc. Para cada fase utilizamos todo o conhecimento adquirido por experiências próprias e pelo que aprendemos com pessoas mais experientes, até que possamos, passo a passo, resolvermos problemas e desafios mais complexos.

Na vida adulta não é muito diferente.

Com o tempo e as experiências vividas em cada fase da vida, somamos lições e aprendizados que podemos utilizar para resolver cada situação que a nós aparece. E, naquelas situações que não dependem apenas de nós para sua resolução, contamos com nossa Fé e, mais uma vez, nossa experiência para aguardarmos o momento certo de tomar o próximo passo.

O problema real é que há algum tempo as pessoas perderam sua Fé e cada vez mais foram se afastando das resoluções dos problemas, somando-os e formando uma carapaça difícil de quebrar. Mas, por que? Porque é fácil culpar nossos problemas por nossa infelicidade, ou mais fácil ainda culpar outros por nossa infelicidade e incapacidade de resolver nossos problemas. "A culpa é do governo que só rouba", " a culpa é do meu chefe que não me deixa voltar cedo para fazer minhas coisas", "a culpa é do dólar que está alto".... Ou então, porque tornamos as resoluções de nossos problemas em objetivos difíceis de serem alcançados e colocamos nesses objetivos a única maneira de resolvermos e de conseguirmos atingir nossa tão esperada felicidade: "quando eu conseguir um emprego meus problemas terminarão", "se eu conseguir aquela promoção minha vida fica mais fácil", "se eu não estivesse doente eu seria feliz".... Porém, existem empregados com problemas, chefes com vidas difíceis e pessoas saudáveis infelizes.

Então como atingir a felicidade? De quem é a verdadeira culpa? E como resolver os problemas?

A resposta é não sei. Mas, a felicidade não pode estar à nossa espera no futuro, ela deve estar sempre no presente em meio a nossos problemas e vidas complicadas. A culpa é de todos, todos erramos, em proporções diferentes, mas ser feliz ou não é uma escolha de cada um e independente de quem é a culpa de nossos problemas. Logo, a culpa é sua.

E como resolver os problemas? Principalmente com FÉ. Fé de que viemos para esse mundo nessa encarnação para errarmos e termos problemas, para, assim, podermos aprender muito, evoluir e retornarmos ao plano espiritual com mais experiência e luz. Também devemos começar assumindo as rédeas de nossas vidas e pararmos de esperar que "os culpados" parem de nos causar problemas, pois nós nunca paramos. E, como na escola, devemos buscar ajuda dos mais experientes e professores para nos aconselharem e nos ajudarem, como amigos, familiares, Entidades de Luz, desconhecidos e às vezes, nos mais inesperados conselheiros, nas crianças, nos animais, na natureza, em músicas... E, em nossas próprias experiências, usando a paciência e a perseverança para resolvermos cada problema que aparecer e aprender com nossos próprios erros. E de preferência com um sorriso no rosto e Fé Naquele que nos confiou mais uma encarnação.

Texto escrito por Renata Gimenez Costa, médium do Templo Espiritual de Umbanda Caboclo Pena Verde, em 25/03/2016