• Seja bem vindo !

    Este site foi criado com o objetivo de divulgar a Umbanda e seus ensinamentos, atingindo não apenas os que frequentam nosso Templo, mas todos que se interessarem pela religião. Aqui você encontrará textos sobre rituais e normas de nossa Casa, reflexões da nossa Mentora, preleções das Entidades Chefes, temas desenvolvidos por médiuns da Corrente e de Saúde e Medicina Espiritual. Leia Mais
  • Nosso Livro

    O livro "Mensageiros da Espiritualidade" traz relatos ditados pelas Entidades Chefes e pela Mentora Espiritual do Templo Espiritual de Umbanda Caboclo Pena Verde, em um manifesto aos seus filhos, frequentadores e à humanidade, sobre os preceitos e conduta que regem a Umbanda Sagrada nos dias atuais... Leia Mais
  • Conheça nossa página do FaceBook

    https://www.facebook.com/Templo-Espiritual-De-Umbanda-Caboclo-Pena-Verde-212423025776472/ Leia Mais

108 anos de Umbanda

Em 15 de novembro comemoramos 108 anos de Umbanda e para homenageá-la tentamos por em palavras o que ela significa para nós:

A Umbanda pela Babá Sonia:

“Umbanda?! Minha missão maior é colocá-la em prática nesse meu estágio de vida. A começar pelo grupo Espiritual familiar que me foi oferecido. Espero não decepcioná-la, pois tentarei até o fim transformar a todos em união, a serem instrumentos de levar a luz, caridade, perseverança àqueles que não te conhecem. Não é fácil, porém não impossível. Já aprendi muito, tenho também muito a ensinar e muito mais a colocar em prática fazendo desse pequeno bando que me foi dado, uma única banda de AMOR.” 

 

Pelo Pai pequeno, Carlos Feitosa:

“ ’Somente aquele que se dispõe a fazer as coisas pequeninas, que sabe e pode, virá a saber e a poder realizar GRANDES COISAS.’ Emmanuel - Chico Xavier.

Por mais que tenhamos a ensinar, temos infinitamente mais a aprender, e quem nos dá em muito a noção do que ainda não sabemos, são aqueles a quem alguma coisa ensinamos. Umbanda se faz em grupo, em corrente desde a, nascente pequena e humilde que surge acanhada e escondida para ao longo do percurso, arrebanhar novos aliados que a tornará grande como foi proposta por Oxalá. Cada umbandistas, cada um de nós somos missão dentro deste objetivo maior. O quanto está missão será cumprida conforme o esperado somente saberemos ao final, o importante é fazermos o melhor que pudermos e sabemos desde as pequenas coisas com compromisso, dedicação e capricho, deixando a avaliação da contribuição dada a quem de fato pode nos avaliar, Oxalá.”

 

Pelo filho de fé, Milton Norgini:

“Umbanda e a felicidade

O que é preciso para ser feliz nos dias de hoje, um mundo perigoso, competitivo e cheio de padrões: padrão financeiro, padrão de comportamento, padrão de moda, padrão de beleza e sei lá mais o que vão inventar.

Estar feliz, que além de ser um sentimento é um estado de espírito depende de vários fatores, que talvez o mais importante é o equilíbrio.

A umbanda do nosso terreiro.

Eu não me lembro de nenhuma preleção das nossas entidades chefes, através da nossa babá e mentora, da Clarinha a Maria de Holanda da Jurema ao Meia Noite, que não foi dito que o principal objetivo da Umbanda é o crescimento espiritual .

Nos orienta também que a maioria dos nossos problemas têm como principal causador nós mesmos, e que a solução só acontece quando olhamos para dentro de nós e mudamos os nossos conceitos os nossos valores, e esse caminho passa pela humildade, amor, fé, caridade e perseverança.

Só assim conseguimos nos entender melhor e enxergar as pessoas, o mundo e a vida de maneira diferente, nos transformamos em seres humanos melhores, ou seja crescimento espiritual.

Pois bem, sempre que conseguimos crescer espiritualmente também nos tornamos mais equilibrados e portanto mais felizes.”

 

Pela filha de fé, Renata Costa:

“Umbanda é...

É lições profundas em palavras e gestos simples

É não cobrar perfeição mas ensinar a aceitarmos e aprendermos com erros

É uma família de fé que não julga a luz de cada um pela idade, cor ou classe social

É o abraço apertado do preto velho

É a justiça representada pelo machado de dois lados

É onde buscamos energia enquanto aprendemos a ser nossas próprias fontes

É a energia em forma de dança

É o amor sem limites de um Pai

É entender que não precisamos saber o futuro mas sim viver o presente com suas surpresas e obstáculos

É a união de desconhecidos pelo bem

É entender que a mediunidade não vem pra nos envaidecer mas para usarmos para ajudar àqueles que precisam

É ter um líder em terra para nos unir e ensinar a ser eterno aprendiz

É entender e respeitar a natureza

É a fumaça de defumação

É a Esquerda e a Direita

É não ter certo e errado quando tentamos fazer nosso melhor assim como os outros

É paz e amor

É saber que nunca estamos sozinhos

É a força que nos da vida e a grandeza nos conduz!

Sarava Umbanda!”

 

Pela filha de fé mirim, Larissa (de 8 anos)

" A umbanda pra mim é energia. Uma energia forte. Que me ensina a me comportar. A umbanda é especial porque sinto a energia dos Orixás, que faz meu coração disparar de alegria. A umbanda vai me ensinar a me tornar uma pessoa melhor. E por isso quero ter ela pra sempre na minha vida"

  

Pelo filho de fé, João Luiz:

“A Umbanda me tocou

A espiritualidade me tocou. A Umbanda me tocou. Das religiões foi esta que resolvi acolher. E, com todo o amor, a Umbanda me acolheu de volta. Me deu uma família. Me deu irmãos e irmãs que nunca tive. Me despertou para uma espiritualidade infinita, fraterna, caridosa, que não deixa ninguém de fora. A umbanda me tocou, mas poderia ter sido outra religião. Não importa, pois a espiritualidade nos toca o tempo todo em suas diversas formas. Seja como Olorum, Oxalá, Iemanjá, ou Pai, Filho Espírito Santo. Como Jesus, ou como Buda, como Bhrama, Vishnu ou Shiva. Alá, Jeová, Javé. Seja como o Sol ou a Lua, como os animais ou a natureza. A espiritualidade nos toca de alguma forma. Sabemos disso, e sentimos sua presença. Mesmo que de forma inexplicável, sabemos que eles estão aqui por nós. Àqueles que, no anonimato, nos auxiliam com suas energias, suas forças, seu amor, muito obrigado. Sejam os guias, mentores, devas. Sejam em fraternidades, ou sozinhos. Sejam como caboclos, pretos velhos, médicos ou anjos. A forma de retribuir isso à eles é semeando o amor, compreensão e o perdão que eles nos ensinam a todos os homens e mulheres deste mundo. Seja em qual religião for, ou se não for nenhuma religião também. Espalhando o amor estaremos fazendo o que eles, a espiritualidade espera de nós. Pois, um dia, nós seremos eles. E alguns deles estarão aqui, precisando de todo o amor e carinho que um dia nos foi dado.”

 

Pela filha de fé, Vani Macedo:

“U . M . B . A . N . D . A

* União que exige uma corrente de concentração, firmeza e apoio.

* Magia no qual desenvolve um auxilio às pessoas que necessitam de ajuda para a sua autoestima, proteção e fé.

* Benevolência onde demonstra a bondade, caridade e amparo.

* Alegria no acolhimento daqueles que a procuram e bem servi-los. Proporcionando os ensinamentos, orientações e assim acabar com os preconceitos da Umbanda.

* Natureza onde através dos trabalhos espirituais mostra o sentido do viver, quando muitos acham que a sua vida perdeu o sentido.

* Dádiva é encontrar a sustentação diante ao Pai Oxalá, e os Orixás , para fortalecer-se neles com esforço e o poder da Fé.

* Amor na missão espiritual, comprometimento, servi-la com humildade, respeito e sabedoria.

A porta da Umbanda deve ser aberta com alegrias, compartilhando um sorriso com boas vindas, manter a serenidade para todos que necessitam de orientações, é no aprendizado que a Umbanda requer a evolução de cada filho para compôr um elo de médiuns fortalecidos, concentrados e preparados para realizar um trabalho determinado. É a força que nos impulsiona, nos protege e nos cura.

Nas dificuldades a Umbanda pede a calma, pois em todos os problemas a serenidade é o teto da alma, e assim sempre haverá uma luz para clarear e encontrar uma solução.

Ao abrir essa porta deve-se manter o que realmente é a Umbanda, pois ela reflete a Luz Divina e assim todos que a procuram devem ser amparados com AMOR.”

  

Pelo filho de fé, Bruno Máximo:

"A Umbanda não salva ninguém, não dá o que você não merece, não tira o que te faz mal. Ela faz mais, ela ensina você a sair das suas angústias, lidar com seus problemas, ver seus inimigos como irmãos.

Ela não te dá o que você quer, ela te dá o que você precisa, e mais, ela faz com que você seja extremamente feliz tendo simplesmente amor, compaixão e caridade.

A Umbanda não é narcisista, ela é coletiva. A Umbanda não é egoísta e muito mesmo possessiva, ela aceita judeus, católicos e evangélicos, ela acolhe pobres e ricos dentro de um mesmo círculo nem fazer distinção.

A Umbanda é democrática, objetiva, brasileira! A Umbanda é amor!"

  

Pela filha de fé, Maura Tesser:

“Umbanda pra mim é você respeitar seu irmão sabendo que todos temos tempo pra tudo. Pra amadurecer espiritualmente e olhar com outros olhos as imperfeições e qualidades.

Umbanda pra mim é você respeitar a hierarquia da casa que o Plano Espiritual te conduziu a ela.

É saber seu lugar e valoriza -lo

É aprender a cada segundo, seja com dor ou alegria.

É se preparar para uma gira sabendo que de você sairá a energia e o consolo que tantos vão buscar.

É o respeito aos orixás e entidades que sempre estão prontos a nos socorrer.

Umbanda é sentir seu coração pulsar a cada toque de tambor.

É chorar de alegria por sentir que você está em sua casa espiritual e ela está em você.

É ser filho de Dona Anna, De Sonia, de Carlos...

A umbanda é o alicerce de minha vida. Os pilares que sustentam minha Fe! É a corrente que me abraça a todo momento de alegria e de tristeza !

É a água revolta de Iemanja.

É o caminho que Ogum abre pra eu passar.

É o brilho da minha vida que Oxalá acende a todo segundo.

É a serenidade de Nana

É a beleza de Oxum

É a alegria de Oxóssi

É a firmeza de Xango

É a brincadeira de Ibeji

É a traquinagens de Exu Mirim

A firmeza dos Exus e das Pombas Giras.

É o balanço dos marinheiros

É o laço forte de um boiadeiro.

É o sol, as matas, os ventos!

Umbanda é... É o sentido de tudo!

É a calmaria!

São as palhas de Omolu que recaem sobre mim nos momentos de necessidade

Umbanda é tudo!

Porque ela faz parte de mim e eu dela!!!

Obrigada por existir!!! Obrigada por me acolher Umbanda sagrada!!!!”

 

Pelo filho de fé e ogã, Ricardo Moreno:

" Acreditar que o Bem Maior será sempre soberano. 

Ter consciência que o tempo do relógios nós conhecemos, mas é no calendário espiritual que sem encontram nossos verdadeiros compromissos.

Saber que tudo aquilo que é essencial às nossas vidas já existe, está perto de nós. Cabe a nós sentí-lo e agradecer.

Isso é ser umbandista !

É sentir o cheiro do cachimbo de um preto durante uma oração.

É se ver feliz, batendo palmas e com um enorme sorriso no rosto sem nenhum motivo aparente, de repente.

É mergulhar no mar sem se molhar.

É subir na árvore mais alta da floresta e sentir o vento em seus cabelos, sem nem tirar o pé do chão.

VER QUE O SIMPLES É TUDO ! Que um chão para pisar, palmas para bater e alguns amigos já formam uma linda ciranda... a ciranda da vida !

É aprender com tudo e com todos. Aceitar falhas (suas e dos outros).

É sorrir para aquele que você não conhece.

É viver em plenitude, na certeza de que a rédea da vida está em suas mãos, mas você não a conduz sozinho.

Ser umbandista é isso e muito mais... É viver no mundo das sete cores e do som dos atabaques !"

 

Pelo irmão de fé Adriano Camargo Erveiro - escrevendo simplesmente com o coração de aprendiz:

“Ah! Umbanda Encantada!

De Deus Criador, Divina Que veio para unir as famílias

Espírito manifesto da caridade

Umbanda de José, de João, de Pedro e tantos mais...

Umbanda de Maria... de tantas Marias...

Umbanda de preto, de branco e de tanto faz...

Que canta e encanta, que movimenta, gira e balança.

Umbanda de luz, de meia luz e que alcança onde rareia a luz

De sol, de lua, estrela que irradia

Umbanda da terra e do céu

Do Pai Nosso que está em toda parte

Da Mãe Natureza em cada um de nós

De cores, aromas, tons, nuances, sabores e saberes

Umbanda branca, verde, preta e vermelha

Umbanda de Sinhô, de Seu Dotô, de Okê Arô

Umbanda de Pais e Mães... de Mães e filhos, naturais e adotivos.

De irmãos que se abraçam, se ajudam e se encontram

Mas nem sempre e nem tanto...

Umbanda de cura, de fé e esperança

Umbanda de mestre e aprendiz, de pé no chão e de raiz

Do índio, do velho e da criança

Umbanda do pé descalço, da pedreira e da cachoeira

Do em pé e do sentado, do que anda e do que está parado

Sagrada Consoladora

Da ciência da folha e do cipó

Umbanda da mente e do coração

Do sorriso e da lágrima de emoção

Umbanda minha, sua, nossa... do seu jeito e do meu

Da Jurema, de Tupinambá, Tranca Ruas e Iorimá Jesus Cristo, Santa Bárbara, São Miguel

Umbanda da fumaça, do banho de cheiro... da erva, da reza, da pedra, da areia

Umbanda que clareia, com a luz que vem lá de Aruanda

Ensina, faz ver e aprender

Umbanda de consciência, de força e de poder

De humildade, simplicidade, de bem querer

Poder que nos dá vida, grandeza que conduz...

Umbanda que me cuida, que te cuida e cuida de até quem não quer

Sagrada, Divina, de Orixás e Ancestrais

Ah Umbanda, minha querida Umbanda!

Tu és linda demais!

Parabéns Umbanda! Obrigado Pai Zélio e Pai Caboclos das 7 Encruzilhadas.

E todos os mestres no espírito e na matéria.

Obrigado a todos que fazem a Umbanda ser quem é!”

(Fonte: https://www.facebook.com/erveiro/)